Seja um MEI

terça-feira, 30 de maio de 2023

Câmara de Patrimônio do Conselho Estadual de Cultura estuda patrimonializar a festa do Divino de Boipeba

Membros da Câmara de Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Natural do Conselho Estadual de Cultura da Bahia/SecultBa estiveram presentes em visita técnica para acompanhar a Festa do Divino Espírito Santo na Ilha de Boipeba do Município de Cairu no Território Baixo Sul.

O objetivo da visita dos conselheiros visa atender uma solicitação da comunidade para um estudo e possibilidade de encaminhar por meio da Câmara do CEC o pedido de Patrimonializar em Registro Especial Imaterial da Festa do Divino Espírito Santo que completa 407 anos de existência, propondo manter sempre a tradição religiosa e popular.

Após o novenário concluído no sábado (27), o ponto alto da festa foi celebrado no domingo com o dia de Pentecostes, iniciado pela manhã na Igreja do Divino com um momento de acolhida aos visitantes e comunidades com cânticos de louvor dedicados ao Espírito Santo.

Durante a missa, o Padre Everaldo Souza que é pároco há 5 anos da comunidade do Divino, celebrou o Batismo, a Eucaristia e o Crisma de três jovens e pontuou a importância da fé católica que se inicia desde o Batismo e se confirma por meio dos demais sacramentos, os neófitos foram aclamados sob aplausos dos fiéis presentes.

Além da missa, a programação segue com procissão animada pela Filarmônica Centro Popular Cairuense que percorreu todos os bairros que compõem a Ilha, durante o trajeto 7 paradas recordação os 7 dons do Espírito Santo.

A festa é concluída com a Romaria Marítima em Homenagem a São Francisco dos Pescadores que ocorre na segunda-feira (29).

Estiveram presentes os conselheiros Adriano Pereira, Aristanan Pinto, Eva Lopes, a secretária da Câmara de Patrimônio Fabiana Purificação, a segunda secretária Isamar Oliveira, além de autoridades locais, a exemplo da secretária da Cultura de Cairu Graça Peleteiro, a superintendente Michelle Dahlmann, o vereador Wesley Magno, fiéis da comunidade e  visitantes.

Câmara de Patrimônio - A Câmara de Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Natural (CPHAAN) é regida pela lei 8.895/03 é um dos principais instrumentos de trabalho do Conselho, tendo como principal missão analisar e emitir parecer sobre pedidos de registros (patrimônios intangíveis) e tombamentos (bens materiais) encaminhados pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC).


(Conselho Estadual de Cultura da Bahia/SecultBA – Texto: Lucas Vinícius)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após moderação.