Estado Solidário

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

CGU aponta irregularidades em contrato da Petrobras com ONG na restauração do Convento de CAIRU

A CGU afirma que os trabalhos ficaram pela metade
Uma perícia da Controladoria Geral da União (CGU), solicitada pelo Ministério Público Federal (MPF), apontou, mais uma vez, irregularidades em convênio firmado entre a Petrobras e a ONG Papamel, de Ipiaú. 

De acordo com a Coluna Tempo Presente, do jornal A Tarde, a Petrobras repassou R$ 7.667.784,34, mas foram confirmados R$ 5,16 milhões. Do montante auditado pela CGU, 83% foi contabilizado como prejuízo. Ainda segundo os técnicos, apesar de a Petrobras ter informado que a obra teria sido concluída, a CGU informou que os trabalhos ficaram pela metade.

Outro problema é que a ONG Papamel contratou sem licitação a empresa Patrimoni para fazer a obra, mesmo a companhia não tendo experiência em restauração de monumentos. Em resposta ao relatório, a Papamel disse que a ONG foi "vítima de uma bem planejada ação de favorecimentos ilícitos, com artifícios de formação de quadrilha".
(Bahia Notícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após moderação.